sexta-feira, setembro 01, 2017

ATO EM DEFESA DO POVO GAÚCHO E DA VIDA DO POLICIAL MILITAR
Anderson Rodrigues20:22 0 comentários



No dia 1º de Setembro, várias cidades do estado realizaram o “ato em defesa do povo gaúcho e da vida do policial militar”. Em Pelotas, os diretores da Associação de Cabos e Soldados Policiais Militares (ACSJAR), Associação de Sargentos, subtenentes e tenentes da Brigada Militar (ASSTBM) e a Associação de Inativos da Brigada Militar (AIBM) entregaram, pela manhã, ao Dr. Marcelo M. Cabral Juiz de Direito do Foro de Pelotas um ofício que questiona a conduta do Governador Sartori diante da recusa de cumprir as decisões judiciais, o documento exige que ele cumpra os despachos judiciais com decisões favoráveis aos servidores públicos em todas as estâncias judiciais, que determina o fim do parcelamento dos salários. 

Ofício entregue pelas Associações da BM ao Juiz de Direito no Foro de Pelotas


Após, no período da tarde os diretores dessas entidades reuniram-se no calçadão de Pelotas para protestar contra a política de sucateamento do estado adotada pelo Governo de José Ivo Sartori. Para o Presidente Neimar da Associação de Cabos e Soldados “os brigadianos não estão na rua apenas para protestar contra o parcelamento, o que estamos denunciando aqui é o desgoverno de Sartori, ele está acabando com a segurança pública e isso tem um reflexo fatal na vida das pessoas, pois sem efetivo, a insegurança toma conta da sociedade e o número de mortes, assaltos, roubose furtos só aumentam” comenta.
O ato de Pelotas foi realizado de forma simultânea com os demais atos espalhados por diversas cidades do estado atendendo uma agenda estadual de manifestações organizada pelas Associações representativas de Classe.

Neste manifesto foi entregue para a população um panfleto que traz no texto um alerta à sociedade “A segurança dos gaúchos está ameaçada”





Assessoria de Comunicação da Associação de Cabos e Soldados Policiais Militares de Pelotas. 
Sobre o autor Anderson Rodrigues é Bacharel em Comunicação Social e graduando em Letras - Revisão e Redação de textos.

0 comentários

Postar um comentário

Sua opinião nos motiva a melhorar mais e mais!