quarta-feira, outubro 19, 2016

GOVERNO DO RIO GRANDE DO SUL DA CALOTE EM SINDICATOS DE SERVIDORES PÚBLICOS
Anderson Rodrigues15:47 0 comentários

FOTO: ANDERSON RODRIGUES

Mais um golpe do Governo de José IvoSartori, se não fosse o bastante parcelar os salários dos Servidores Públicos, desta vez ele “furtou” dos Sindicatos o dinheiro pago pelos associados, Policiais Civís(UGEIRM) e dos Professores(CPERS). Isso é inconcebível, pois a receita oriunda dos descontos que incidem noscontrachequess dos servidores é captada pelo Tesouro do Estado e deve ser depositado no máximo até o dia 15 de cada mês, esse valor é de suma importância para a manutenção dos Sindicatos e pagamento dos funcionários. Seria uma tentativa de fragilizar os Sindicatos dos ServidoresPúblicos?


Governo dá calote e não repassa para o Sindicato o que já foi descontado dos salários dos sócios



O CPERS denuncia que o governo Sartori (PMDB) não repassou a mensalidade dos associados da entidade. O valor referente ao mês de setembro já foi descontado da folha de pagamento dos educadores, mas ainda não foi repassado para o Sindicato.

Todos os meses são descontados 2% do salários dos professores e 1% dos salários dos funcionários de escola, esse valor tem que ser repassado todos os dias 15 de cada mês para o Sindicato, o que ainda não ocorreu.
A Secretaria da Fazenda, órgão responsável pelo trâmite, diz não ter previsão de quando será regularizado o repasse.
O Sindicato repudia essa irresponsabilidade do governo Sartori e seus aliados. Mais uma vez, o governo demonstra total desrespeito com os servidores públicos estaduais, além de parcelar constantemente os salários do funcionalismo público agora está retendo o dinheiro dos trabalhadores associados.
Sartori, onde está o dinheiro dos associados? Será que essa postura anti-sindical será mais uma marca deste governo?


Fonte: SINDICATO CPERS

Sartori/PMDB se apropria de dinheiro dos Policiais Civis


Todos os meses, o Governo do Estado desconta, do contracheque dos servidores públicos, o valor correspondente à mensalidade dos sindicatos. Esse desconto acontece com a autorização dos servidores que se sindicalizam nos sindicatos das suas categorias. No caso dos Policiais Civis, o desconto é feito da Folha de Pagamento no fim do mês e repassado para o sindicato no dia 15 do mês subsequente. Esse dinheiro não é do governo do estado, este apenas desconta da Folha de Pagamento e repassa aos sindicatos.
Neste mês, o governo Sartori/PMDB fez mais uma das suas ilegalidades. Descontou o dinheiro da conta do policiais e não repassou para os sindicatos. Ao ser questionada, a Secretaria de Fazenda informou que não existe previsão para o repasse e que o mesmo será feito quando houver dinheiro em caixa. Ou seja, além de parcelar os salários, agora o governo Sartori/PMDB, descaradamente, coloca a mão no dinheiro dos servidores, gasta e diz que vai pagar quando tiver dinheiro. Isso é Apropriação Indébita, crime previsto no artigo 168 do Código Penal Brasileiro, que consiste no apoderamento de coisa alheia móvel, sem o consentimento do proprietário. O criminoso recebe o bem por empréstimo ou em confiança, e passa a agir como se fosse o dono. É isso que o governador Sartori/PMDB está fazendo. Se apropriando do dinheiro dos Policiais e agindo como se fosse o dono.
O Departamento Jurídico da UGEIRM já está estudando as medidas judiciais cabíveis. De acordo com o Código penal, o crime de apropriação indébita é passível de pena de reclusão, de um a quatro anos, e multa.


FONTE: SINDICATO - UGEIRM 

Sobre o autor Anderson Rodrigues é Bacharel em Comunicação Social e graduando em Letras - Revisão e Redação de textos.

0 comentários

Postar um comentário

Sua opinião nos motiva a melhorar mais e mais!