quarta-feira, janeiro 21, 2015

Estado abre a carteira e libera R$ 87,6 milhões para pagar o IPE
Anderson Rodrigues14:47 0 comentários

Na postagem de terça-feira (Decreto de Sartori atinge médicos do IPE) abordamos o assunto referente a situação dos médicos do IPE que ameaçavam suspenderem as consultas médicas e se descredenciarem do IPE , o que preocupou as pessoas que são usuárias do plano de saúde. Hoje uma matéria do Correio do Povo tranquilizou, por enquanto, os médicos, empresas prestadoras de serviço e principalmente os usuários do IPE. O governo abriu a carteira, sacou mais de R$ 87 milhões para pagar as contas. 


secretário da Fazenda, Giovani Feltes
A Secretaria da Fazenda liberou, nessa segunda-feira, R$ 87,6 milhões para que o Instituto de Previdência do Estado (IPE) possa efetuar o pagamento de médicos, hospitais e clínicas credenciados ao plano de saúde que atende aos servidores públicos e seus dependentes. Com esta medida, serão pagos os serviços realizados entre os dias 1º e 20 de dezembro do ano passado. 
A excepcionalidade foi autorizada pelo secretário da Fazenda, Giovani Feltes, ainda na sexta-feira. Com a liberação, as despesas com consultas médicas, internações e exames pelo IPE-Saúde serão quitadas. A revisão de todas as chamadas “despesas de exercícios anteriores” é uma das medidas definidas pelo decreto do governo, além de gastos com o pagamento de diárias, viagens e horas-extras.
De acordo com a pasta, ainda há atrasos do governo passado com hospitais filantrópicos e santas casas, assim como em relação a convênios com municípios para o financiamento da saúde pública. 
Nessa segunda-feira, o IPE comunicou que os pagamentos de consultas médicas a profissionais credenciados pelo instituto estariam suspenso por tempo indeterminado. A publicação do IPE afirmava que as notas de cobrança transmitidas entre os dias 1º e 20 de dezembro e consultas médicas entre 13 e 31 de dezembro de 2014, que deveriam ter o pagamentos efetuados na sexta-feira, tiveram os repasses cancelados em função do decreto do governador José Ivo Sartori (PMDB), que adotou ações de contenção de gastos.

O IPE divulgou nota de esclarecimento tratando sobre o pagamento das consultas e serviços. Abaixo, o texto na íntegra:

O Instituto de Previdência do Estado do Rio Grande do Sul (IPERGS) vem informar a normalização do pagamento de procedimentos e consultas médicas. O esforço da Diretoria de Saúde do Instituto garantiu a liberação do orçamento pela Secretaria da Fazenda para honrar as despesas que deveriam ter sido pagas em 16 de janeiro. As consultas médicas realizadas entre os dias 13 e 31 de dezembro de 2014 foram pagas ontem (19/01). Os serviços e procedimentos de hospitais, clínicas e laboratórios credenciados pelo plano e realizados no período de 1º a 20 de dezembro de 2014 serão pagos até amanhã (21/01). A equipe que integra a Diretoria Médica já solicitou a liberação de outra parte do orçamento para fazer frente às despesas médicas e clínicas durante o período de 21 a 31 de dezembro. A previsão de pagamento é 26 de janeiro, a próxima data de acordo com o Calendário de Pagamento do IPERGS.

Fonte: Correio do Povo 
Categoria: ,
Sobre o autor Anderson Rodrigues é Bacharel em Comunicação Social e graduando em Letras - Revisão e Redação de textos.

0 comentários

Postar um comentário

Sua opinião nos motiva a melhorar mais e mais!