terça-feira, fevereiro 11, 2014

Porta dos Fundos Vs Policia Militar do RIO
Anderson Rodrigues05:35 0 comentários

Liberdade de expressão ou libertinagem de expressão?  

Mais uma vez o canal Porta dos Fundos no youtube causou polêmica na grande rede, dessa vez o alvo da "piada denuncia" - como eles gostam de falar - foi a PM carioca. No vídeo aparecem dois atores, um deles Fabio Porchat, que simulam ser dois cidadãos comuns que abordam dois Policiais Militares de forma ríspida e truculenta fazendo uma alusão crítica a maneira que os Policiais Militares abordam as pessoas. 
Depois da vinculação do vídeo no Youtube o Humorista Fabio Porchat começou a receber ameaças de morte através do blogdosoldadopm.blogspot.com (blog removido), um dos comentários dizia "Você, Fabio Porchat, merece passar por um perrengue e ser salvo por um policial" outro "merece ter sua carinha totalmente furada por tiros de fuzil". 
Diante de toda a polêmica o Senador Álvaro Dias (PSDB) discursou durante horas na tribuna do senado pedindo providências das autoridades para que identifiquem os responsáveis pela postagem no blog e as respectivas ameaças.O Blog não oficial da PM foi excluído e não está mais disponível para consulta.

Confira, abaixo o vídeo que causou desconforto entre Policiais Militares e o canal Porta dos Fundos.




Os atores do canal Porta dos Fundos já receberam vários processos pelo conteúdo divulgado na página, o ataque a diversas instituições religiosas, cultos, dogmas estão entre os assuntos mais polêmicos do canal no youtube. 
Alguns vídeos que causaram polêmica no Canal:
Vídeo do porta dos fundos é repudiado por deputadas - Assista aqui!
Marco Feliciano processa Porta dos Fundos -  Assista aqui! 

O linguajar de baixo calão utilizado em alguns quadros humorísticos do canal sempre foi um mecanismo utilizado pelo cinema nacional, muitos palavrões e pouco roteiro. Aos poucos o cinema nacional foi deixando de utilizar a linguagem de baixarias e começou a fazer realmente filmes de qualidade. Mas na mentalidade brasileira, pra ser engraçado tem que ter palavrão e linguagem vulgar. 
Até que ponto a liberdade de expressão pode avançar sem o freio ético ?
 Até que ponto é permitido esculachar uma profissão tão necessária como a de Policial Militar?
Até que ponto é permitido zombar das diversas religiões do Brasil?
Até que ponto iremos tolerar a libertinagem de expressão? 
Até que ponto?
Sobre o autor Anderson Rodrigues é Bacharel em Comunicação Social e graduando em Letras - Revisão e Redação de textos.

0 comentários

Postar um comentário

Sua opinião nos motiva a melhorar mais e mais!