sábado, fevereiro 26, 2011

Manifestação: Policiais militares protestam no Centro
Anderson Rodrigues17:59 0 comentários

CAixão simbolizou o enterro do pacote proposto por Yeda
    Por: Taline Schneider
    taline@diariopopular.com.br
    Um caixão amarelo chamou a atenção de centenas de olhares curiosos que passavam pelo calçadão da Andrade Neves no final da tarde desta terça-feira (8). O ato pacífico simbolizou o enterro do pacote de reajuste salarial dos policiais militares proposto pelo governo estadual e que deverá ir à votação na Assembleia Legislativa entre os dias 15 e 17, já que tramita em caráter de urgência.

    O caixão foi carregado por um militar inativo, familiares de brigadianos e pelo presidente da Associação de Cabos e Soldados de Pelotas, João Carlos Domingues, 44. A intenção do grupo não era ofender ninguém, apenas mostrar à população a realidade da categoria. "Por ser da associação, tenho legitimidade ativa para protestar. 

    Já os demais policiais da ativa são impedidos e, por isso, contamos com o apoio de parentes e dos brigadianos da reserva. A governadora diz ter um jeito novo de governar e nós um jeito novo de protestar." A reivindicação dos policiais é de que o aumento seja linear de 19,9% para todos e que seja retirado o aumento da contribuição previdenciária de 7,2% para 11%.
    Não somente os brigadianos estão descontentes. Todos os servidores públicos estaduais estão indignados com a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 200, que prevê a retirada de triênio, quinquênio e licença prêmio dos profissionais de todas as categorias e que também deverá ser votada nos próximos dias.

    Para tentar impedir a votação, foi decidido dar continuidade à pressão para retirada do projeto ou que os deputados o rejeitem. Por isso, cerca de 200 pelotenses - um ônibus de militares e familiares e outros três de professores - participarão da assembleia estadual, às 14h de quarta, no Gigantinho. Lá será o local de concentração para a saída, às 16h, da marcha dos servidores. Eles partirão em direção ao Palácio Piratini na tentativa de mobilizar os deputados.
     
    Sobre o autor Anderson Rodrigues é Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Publicidade e Propaganda e graduando em Letras - Revisão e Redação de textos pela Universidade Federal de Pelotas. Jornalista Registro Profissional 0019016/RS e Publicitário Registro Profissional 0001599/RS.

    0 comentários

    Postar um comentário

    Sua opinião nos motiva a melhorar mais e mais!