domingo, janeiro 23, 2011

SINPOL PARTICIPA DE CAMINHADA PELA PEC 446
Anderson Rodrigues07:36 0 comentários

 NO CEARÁ

 

A primeira caminhada pró-PECs 446/300, que acontece dia 29 de Janeiro, em Fortaleza, Ceará, terá a participação do SINPOL, através de uma delegação de policiais civis do Rio de Janeiro, representando a categoria do nosso Estado. A concentração será no Aterro da Praia de Iracema, às 7h30. A caminhada seguirá pela Avenida Beira Mar, a partir das 8h. O ato é o primeiro de 2011 pela aprovação na Câmara dos Deputados das Propostas de Emenda à Constituição (PECs) 446/300, que criam o Piso Salarial Nacional para os policiais civis, militares e bombeiros.
A caminhada é organizada pela Cobrapol, com apoio do Sindicato dos Policiais Civis do Ceará (SINPOCI) e da Associação de Praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (ASPRAMECE), entre outras entidades de trabalhadores do Estado do Ceará. Além dos policiais civis, militares e bombeiros de Fortaleza, devem participar também policiais vindos de todos os estados brasileiros. “O objetivo é chamar a atenção da imprensa, da sociedade e do próprio governo para a importância dessa matéria para o país. O salário unificado não é um benefício somente para os policiais, mas principalmente para a segurança pública que ganha trabalhadores que podem se dedicar unicamente a profissão”, argumenta Jânio Bosco Gandra, presidente da Cobrapol.
As PECs 446/300 foram aprovadas em primeiro turno na Câmara dos Deputados, mas tiveram sua tramitação paralisada em função de um acordo de líderes no Congresso e o governo. Além da ação em Fortaleza, também está agendado um ato em Salvador/BA, dia 28 de Fevereiro, e outro em Março, em Cuiabá/MT. Atividades no Congresso Nacional, em Brasília, também estão previstas para acontecer ao longo de Fevereiro. “As ações irão continuar até que as propostas sejam votadas no Congresso”, afirmou Gandra.
O presidente do SINPOL, comissário de polícia Fernando Bandeira, disse que o "nosso Sindicato estará participando de todos os eventos realizados em qualquer cidade brasileira, como vem fazendo desde o início desta luta pela valorização do policial civil brasileiro, ao lado da Cobrapol e dos sindicatos de policiais civis de todos os Estados e também das entidades de policiais militares e bombeiros. Não vamos medir esforços nem tampouco recursos para aprovarmos a PEC 446/300 e depois termos a lei federal aprovada no máximo em seis meses, com piso salarial nacional. E esses recursos virão do fundo do governo federal para ajudarem os Estados, como estabelece o texto da PEC aprovada em primeiro turno, na Câmara, ano passado..
Fonte: COBRAPOL e ASPRAME-CE 
Assessoria de Imprensa - ACS JAR
Categoria: , ,
Sobre o autor Anderson Rodrigues é Bacharel em Comunicação Social e graduando em Letras - Revisão e Redação de textos.

0 comentários

Postar um comentário

Sua opinião nos motiva a melhorar mais e mais!